20
Fri, Oct
66 New Articles

Em apenas uma tarde, o empresário Luís Carlos Porciúncula, da Federação dos Agricultores do Pará, vendeu 2 mil toneladas de carne bovino

Teerã (Irã) – Os empresários iranianos lotaram o salão principal de um dos hotéis de Teerã, onde os brasileiros montaram um balcão de negócios para mostrar e vender suas mercadorias. Em apenas uma tarde, o empresário Luís Carlos Porciúncula, da Federação dos Agricultores do Pará, vendeu 2 mil toneladas de carne bovina. Segundo ele, o negócio pode render cerca de US$ 6 milhões.

“É um ótimo negócio, considerando que não conhecia o meu cliente e fechamos a venda em uma tarde. A minha expectativa era de pesquisa de campo e não exatamente de concretizar operações. Estou bem satisfeito”, afirmou Porciúncula. “Estou neste ramo há mais de 30 anos e posso dizer que tive uma feliz surpresa. Devo fechar bons negócios”, disse o empresário Paulo Amanthea, da área de construção civil.

Responsável por uma associação de manufaturados de São Paulo, que reúne 12 empresas, Rosane Donati também deixou Teerã satisfeita. “Foi além das minhas expectativas. Os iranianos queriam saber em detalhes como funcionavam as empresas, como cada uma atuava e demonstraram claro interesse em fazer negócios”, disse ela.

A empresária Bianca Linc, que atua no setor de algodão hospitalar e panos de chão, afirmou que a experiência no Irã foi além do que imaginava. “Muitas empresárias iranianas me procuraram, conversaram sobre a vida e o mundo, demonstraram uma cultura elevada e surpresa pelo fato de eu estar usando véu e uma roupa tão severa”, contou. “É importante esse contato para desfazer uma série de impressões. Conversamos até sobre cor de esmalte enquanto negociávamos.”

Desde segunda-feira (12), um grupo de 86 empresários, sob o comando do ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge, participa de missão ao Irã, Egito e Líbano. O objetivo é ampliar os acordos bilaterais em pelo menos 13 setores, como alimentício, automotivo, de etanol, moveleiro, de equipamentos cirúrgicos, médicos e hospitalares, além de manufaturados.

Atualmente a balança comercial entre o Brasil e o Irã é bastante pequena, mas Miguel Jorge espera ampliar. Em 2009, as exportações brasileiras para o Irã foram de US$ 1,2 bilhão. No ano anterior, as vendas foram inferiores, atingindo US$ 1,1 bilhão. As exportações para o mercado iraniano representaram 0,8% do total exportado pelo Brasil no período.

A repórter e o fotógrafo viajaram a convite do Ministério  do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

Edição: Graça Adjuto *Renata Giraldi
Enviada Especial

Fuente:Agência de Brasil Empresa Brasil de Comunicação

Mediante un ambicioso programa de seis años (2009-2015), Marruecos quiere reunir 1.100 parques industriales y atraer a la inversión extranjera.

La Embajadora de la República de Colombia, María Clara Isaza, se incorporó hoy al Comité de Representantes de la Asociación Latinoamericana de Integración (ALADI).La Embajadora Isaza informó que “Para Colombia es muy importante fortalecer el esquema de integración regional que se desarrolla a través de la ALADI. En el marco del Tratado de Montevideo, los países miembros de la ALADI hemos avanzado sustancialmente en la conformación de áreas de libre comercio y una serie de acuerdos bilaterales que han profundizado la integración regional durante la última década”.

La presidenta Cristina Kirchner recibió a su par de la Federación de Rusia, Dimitri Medvedev, en el segundo encuentro entre ambos mandatarios tras la suscripción en Moscú en diciembre de 2008 de un Acuerdo de Asociación Estratégica.

Más artículos...